sexta-feira, 29 de julho de 2011

Mas Afinal, Onde Está o Aquecimento Global Previsto?

Previsões da mudança de temperatura (vermelho mais escuro, indicando maior mudança) devido ao aquecimento global, com base em dados atuais, fazem agora com que cientistas, políticos e o público questionem as antigas e alarmistas previsões.


As antigas previsões sobre mudanças climáticas, previam que o dióxido de carbono iria reter o calor na Terra e aumentos na quantidade deste gás levariam a um aumento das temperaturas em todo o planeta, com consequências devastadoras para o ambiente, mas de acordo com um novo estudo, através de dados dos satélites da NASA, a longo prazo, parecem contradizer as previsões dramaticamente.

"Há uma enorme discrepância entre os dados e as previsões que são especialmente sobre os grandes oceanos", disse o Dr. Roy Spencer, um cientista da Universidade do Alabama em Huntsville e líder da equipe de ciência dos EUA para o Advanced Microwave Scanning Radiometer - basicamente um grande termômetro voador instalado no Satélite Aqua da NASA. "As observações por satélite sugerem, que há muito mais energia perdida para o espaço, durante e após o aquecimento do que os modelos climáticos mostram", disse ele. Em outras palavras, “O planeta não está aquecendo”.

Satélite Aqua da NASA


James Taylor, um membro sênior da política do The Heartland Institute, escreveu a Forbes que o significado da nova pesquisa é clara - "Premissa central da teoria alarmista do aquecimento global" e compromete o que chamou de "Medições do mundo real ... Muito menos calor está sendo preso na atmosfera da Terra do que os modelos de computador alarmistas preveram e muito mais calor está escapando para o espaço do que os modelos de alarmistas de computador preveram", mas, com toda a história sobre a ciência da mudança climática, as verdades científicas nunca são tão simples.

Muitos cientistas acreditam que como o planeta se aquece, mais vapor d'água se move na atmosfera. Este vapor d’água existe como nuvens, que são uma armadilha para mais calor, criando um círculo vicioso.

Spencer vê-lo de forma diferente. Ele acha que todo o ciclo inicia-se com as nuvens. Em outras palavras, o aumento aleatório na cobertura de nuvens provocam o aquecimento do clima. As mudanças nas nuvens são causados ​​por "caos no sistema climático", Spencer disse à LiveScience. A verdade da mudança do clima permanece sombrio, como sempre.

Fonte:  Foxnews
Leia a matéria em inglês AQUI
Tradução e adaptação de texto: A.Mace


Comentário do Autor

Conclusão: “Aquecimento global - a mentira que está fazendo muita gente suar frio”.

A.Mace

Extremos Climáticos Continuam Implacáveis


Crédito: Euronews


Por Abreu

Por certo existe uma forte correlação com o "Clima Espacial" e com "as influências cósmicas ainda não perfeitamente explicadas pelas autoridades". Apesar de toda a "corrida no envio de sondas espaciais", os organismos internacionais parecem que fizeram um "pacto de silêncio", mas um pacto que não consegue calar os "gritos de socorro" desse nosso tão combalido planeta terra.

Onda de calor e incêndios florestais atingem a Rússia, sem contar com os incêndios, que levam meses fazendo estragos e seguem assolando milhares de hectares do país.

Segundo um comunicado do ministério de Situações de Emergência, nesta quarta-feira havia 220 focos ativos, sobretudo no noroeste do país.


27 de Julho de 2011 - da FP

Moscou, Rússia, 27 de Julho de 2011 (AFP) - Uma onda de calor atinge novamente a Rússia com temperaturas que superam aos 40 graus no sul e os 30 inclusive no Ártico, enquanto os incêndios florestais voltam a queimar milhares de hectares após a catástrofe do verão (boreal) de 2010, informaram as autoridades.

A temperatura nesta quarta-feira em Moscou era de 33 graus Celsius, o que fazia com que o ar nesta cidade fosse irrespirável.  Segundo o serviço meteorológico russo, a temperatura alcançou os 42 graus em regiões do sul, como Saratov, e 40 na de Samara, banhada pelo rio Volga.

"Devido à extensão das massas de ar subtropicais até quase o círculo polar, a temperatura alcançou no dia 26 de julho recordes absolutos" nas regiões do Grande Norte, acrescentou o serviço de meteorologia, que informou sobre 33,2 graus na região de Arjánguelsk, às margens do mar Branco.

Uma onda de calor e uma seca sem precedentes atingiram a Rússia no verão boreal de 2010. O país teve que proibir as exportações de cereais e foram registrados 11 mil falecimentos adicionais em Moscou em dois meses em relação a este mesmo período do ano anterior.

Sem contar com os incêndios, que levam meses fazendo estragos e seguem assolando milhares de hectares do país. Segundo um comunicado do ministério de Situações de Emergência, nesta quarta-feira havia 220 focos ativos, sobretudo no noroeste do país.


Clique no ícone para ver o vídeo da reportagem



Fonte do vídeo: Euronews
Fonte da notícia: UOL - Grupo RCC


A.Mace
Colaboração: Abreu

terça-feira, 26 de julho de 2011

Mar em Fúria

Fonte: Folha de São Paulo


Mar em Fúria, em Durban, na África do Sul 


Ventos fortes provocaram ondas gigantes que chegaram a cobrir o navio cargueiro. Como diria o Almirante: "LIMPEM O TOMBADILHO".


Fonte: Folha de São Paulo
Colaboração: Abreu

Comentário do Autor


Precisa-se de de um novo Noé, urgente! E dessa vez a "arca" vai ter que ser grande.

A.Mace

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Abalo Sísmico na Itália

 foto crédito: © foto: SXC.hu


Um terremoto de 4,3 graus na escala Richter ocorreu nesta segunda-feira na região italiana de Piemonte (Norte do país).

Segundo os dados do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, o epicentro do terramoto estava situado a 25 quilómetros de profundidade, cerca da cidade de Turim.
Não há informações sobre vítimas e danos.


Fonte: Voz da Rússia 
http://portuguese.ruvr.ru/2011/07/25/53711581.html

domingo, 24 de julho de 2011

Nibiru e Elenin, as Trombetas do Apocalípse Que Não Param de Soar

Concepção artística de Nibiru - Crédito: gilderm / sxc.hu


O renomado astrofísico Carl Sagan certa vez descreveu um “kit de detecção de mentiras”. Um conjunto de ferramentas que os pensadores céticos usam para investigar qualquer novo conceito. Algumas das principais ferramentas incluem uma desconfiança saudável de informações, que não são verificadas de forma independente, avaliar criticamente uma idéia ao invés de tornar-se irracionalmente ligado a ela simplesmente, porque é intrigante e uma preferência por explicações simples sobre os fatos descontroladamente especulativos.

A obsessão com o planeta Nibiru, que os teóricos da conspiração dizem ser um planeta girando na periferia de nosso sistema solar e que vai colidir com a Terra e acabar com a humanidade em 2012 - ou, em algumas opiniões, 2011 - mostra que um impressionante número de pessoas "estão assistindo vídeos do YouTube e visitando websites sem nada em seu “kit cético”, estas são as palavras de David Morrison, um astrônomo do planetário do Centro Ames de Pesquisas da NASA e cientista sênior do Instituto de Astrobiologia da NASA.



Morrison estima, que existam 2 milhões de sites discutindo, que a colisão de Nibiru com a Terra seja iminente. Ele recebe, em média, cinco inquéritos, via e-mail, sobre Nibiru, todos os dias.  Qual é a origem deste pânico em massa sobre Nibiru, que os astrónomos dizem que não existe?


A Suspeita da Origem


A idéia, de que o juízo final será resultado de uma colisão planetária, foi proposto pela primeira vez em 1995 por Nancy Lieder, uma auto-descrita "contatada". Lieder afirma que ela tem a capacidade de receber mensagens por meio de um implante extraterrestre em seu cérebro, de uma estrela do sistema Zeta Reticuli. Em seu site, ZetaTalk, ela afirmou que ela foi escolhida para advertir a humanidade de uma iminente colisão planetária que acabaria  com a humanidade em Maio de 2003. (Quando tal evento cataclísmico não ocorreu, os seguidores de Lieder escolheram 2012 como nova data para a colisão de Nibiru, que coincide perfeitamente com as profecias do fim do mundo e outras focadas no fim do calendário maia.)



Falta Planeta


O maior elo perdido na profecia do Juízo Final em si, está em Nibiru. Porque, nenhum planeta gigante foi encontrado fora do sistema solar, para desempenhar o papel de Nibiru, Mesmo assim alguns teóricos da conspiração decidiram que um cometa pequeno chamado Elenin, que vai passar mais próximo da Terra em outubro de 2011, é realmente Nibiru. Porém, dizem os cientistas, que o Elenin virá a uma distância de 100 vezes mais distante do que a distância da Terra à lua.



Distinguir a verdade da mentira


Morrison deu alguns conselhos para aqueles que estão interessados ​​em astronomia ou estão preocupados com as iminentes colisões. Morrison disse: “Se esta é uma história real, seria mais provável que a imprensa já houvesse publicado em algum site. Além disso, “nem todos, que dizem no YouTube serem cientistas ou um funcionários da NASA, o são”, mas não há nenhuma maneira simples de distinguir a verdade da mentira. As conspirações são tão absurdas sobre Nibiru, que Morrison se pergunta se até mesmo suas "fontes" acreditam. Porque muitos sites que vendem livros sobre Nibiru, fitas e até mesmo “kits de sobrevivência”, Morrison acha que eles estão propositadamente se aproveitando das pessoas que não são capazes de distinguir fontes credíveis de entes malucos."Este é um problema especialmente para os jovens e é por isso que estou com tanta raiva de quem destina isso à crianças, disse ele.

Fonte/Crédito: Foxnews.com


Leia a matéria completa em inglês:




Tradução e adaptação de texto: A.Mace




Comentário do Autor

 
Concordo que existam infinitas teorias absurdas e sem base científica alguma, entretanto, resta agora estudar, analisar, pesquisar e decidir em quem acreditar, nos teóricos, ou em uma frase famosa da NASA - “É um passo pequeno para o homem, gigantesco saltar para a humanidade”?  



Num aspecto, concordo plenamente, com o Sr. Morrison e sua irritação, com a disseminação deste tipo de notícias para as crianças e a forma que está sendo divulgada. Morte e destruição. A boa psicologia infantil está sendo deixada de lado, podendo em muitas crianças e jovens, causar seqüelas irreparáveis. O pior, é que com o acesso quase que irrestrito dos conteúdos, fica difícil ou quase que impossível para os pais, este tipo de controle de informação. Neste caso o melhor a ser feito é falar com os filhos e usar da "máxima psicologia infantil", para combater esta situação, seja ela verdadeira ou de pura "Asneira" pseudo-científica.



A.Mace


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Os Extremos do Clima Alertam para o Caos Climático no Mundo

Devemos estar preparados, pois a situação está piorando.

Calor Escaldante





América do Norte é atingida por uma onda de calor intensa que já afeta metade da população americana. A onda de calor que assola os Estados Unidos nos últimos dias se espalhou e atinge quase metade da população americana nesta quarta-feira, de acordo com um porta-voz da NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional). Cerca de 141 milhões de pessoas estão sob aviso de calor extremo, afirmou Justin Kenney, porta-voz do órgão em sua conta oficial no Twitter. Segundo a imprensa americana, 13 pessoas morreram devido às altas temperaturas dos últimos dias. Há semanas o calor afeta uma grande parte do centro do país, da fronteira com o Canadá até o Texas, no sul. Estas zonas registram "níveis perigosos" de calor, que combinados com uma umidade extrema, provocam sensações térmicas recordes, segundo os meteorologistas. A região central está sendo mais afetada nos últimos dias, e a sensação térmica pode passar dos 50 graus.


Frio Polar


 Nevascas no Chile - AFP


América do Sul registra pelo menos vinte mil isolados, pelas piores nevascas em trinta anos.  Cerca de 20 mil pessoas estão isoladas, nesta quarta-feira em uma parte da Araucanía, no sul do Chile, por causa das maiores nevascas dos últimos 30 anos. O governo declarou "zona de catástrofe" na região. A forte tempestade de neve e a intensa onda de frio que atingem a região deixaram a população sem energia elétrica, sem telefone e sem comunicação de rádio em vários municípios. O sul do Chile está a vivendo uma das maiores tempestades de neve de todos os tempos, que está deixa isoladas várias vilas e aldeias. Em alguns lugares, a neve atinge os 2,75 metros. O governo já decretou a região como zona de catástrofe. As equipes de resgate tentam chegar às populações isoladas, mas as condições climáticas não ajudam. Só na localidade de Lonquimay, há 6000 pessoas impossibilitadas de sair. Oito municípios, na região de Araucanía, são os mais problemáticos. A Força Aérea está ajudando às operações de socorro e reabastecimento, mas as condições de voo muitas vezes são difíceis e colocam em risco as próprias equipes envolvidas no plano de resgate.


Comentário do Autor

Pergunto – Será que somos apenas nós mensageiros das catástrofes que estamos preocupados com o “andar da carruagem”?

A preocupação das organizações de saúde, defesa civil, governos e prefeituras,  só entra em cena para remediar as situações, que muitas vezes,  já são de morte e sem retorno. Dezenas, senão centenas de pessoas, sucumbem pela ação dos extremos do clima. Porque não pensam eles, que nós acreditamos nos números que são informados. Com certeza a numerologia de pessoas vitimadas é sempre abaixo da realidade. Por quê? Para não assustar? Ou para não mostrar a vergonha da falta de controle e de preocupação com medidas imediatas de frear a poluição ambiental, os desmatamentos, as fontes de energia poluidoras?

Tenho medo, quando imagino, um quadro de mais alguns meses no futuro, pois da forma como as coisas estão sendo conduzidas e nosso planeta reagindo da maneira que está, em breve estaremos vivendo um quadro de total caos e morte, isto se não contarmos ainda, com a presença catastrófica da queda de um meteoro ou coisa pior, para “remexer esta sopa de sujeira” que produzimos todos os dias.


A.Mace


Fontes: Euronews - Folha.uol.com.br
Colaboração: Abreu

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Vai Faltar Gelo no Mundo!

Foto de satélite da Groelândia - crédito: NASA
Desaparecimento: Uma visão de cima da Groelândia,
obtida por imagens de satélites, mostra uma área de
derretimento do gelo com cobertura de nuvens de 
proteção limitada.

Cientistas advertem que com curso atual do aquecimento global, derretimento de gelo no Ártico em 2011 bateu valores recordes.  A onda de calor que envolve a região derreteu até agora em julho, 46 mil milhas quadradas de gelo a cada dia.

O temor do aquecimento global foi aumentado hoje, quanto verificou-se que o Ártico está enfrentando níveis recordes de derretimento do gelo neste ano.
A onda de calor que envolve a região, derreteu um escalonamento de 46 mil milhas quadradas de gelo a cada dia. De acordo com o Centro Nacional de Dados de Neve e Gelo (NSIDC), em Boulder, no Colorado, esta quantidade grande de gelo é a mesma área, que o estado da Pensilvânia, derretendo o que vem sendo derretido todos os dias.
 
Se a mesma quantidade de gelo derretido, continuar ao longo de julho, será a taxa mais rápida desde que os registros começaram em 1979. Isso é relativamente muito rápido, disse Julienne Stroeve, cientista do SIDC, à  LiveScience. “A não ser que as coisas mudem nas próximas semanas, poderemos ter um novo recorde para julho. Certamente, achamos que o gelo está mais fino do que era em 20007”.

 Icebergs: A onda de calor causa derretimento de cerca 
de 74.000 quilômetros quadrados, de gelo no mar do 
Ártico a cada dia, afirmam cientistas.

Em 17 de julho deste ano, o gelo do mar cobria 2,92 millhões de quilômetros quadrados do Oceano Ártico. A quantidade de cobertura de gelo está atualmente em 1,40 milhões de km quadrados abaixo da média de (1979-2000). A taxa mais rápida, anterior, de fusão do gelo, foi em 2007. Os pesquisadores disseram que a fusão e re-congelamento de gelo do mar Ártico ocorre com intensidade variável a cada ano. No outono as temperaturas caem no Norte do Hemisfério e então o gelo se estende, mas com a chegada da primavera, com um clima mais quente, o gelo começa a derreter. Cada ano a quantidade real de gelo que se re-forma, no Outono, diminuiu de forma constante.

Pesquisadores descobriram que este ano, o gelo começou a derreter entre duas semanas e dois meses mais cedo que o habitual, sinalizando um maior montante global de fusão do gelo para o ano inteiro.

As medições foram realizadas no mar de Chukchi, no Alasca, no Mar de Barents, Kara e Mares Laptev, perto da Finlândia e Rússia. Acredita-se que o derretimento do gelo foi causado por momentos de aquecimento que varreram o Hemisfério Norte. Meteorologistas registraram alta pressão sobre o Mar de Beaufort, ao norte do Alasca, desde junho, o que trouxe as temperaturas mais quentes para todo o Ártico.

A zona de alta pressão tem feito as temperaturas no Pólo Norte, ficarem de 6° C a  8° C,  mais quentes que a média. Stroeve disse, que o céu mais claro e limpo sobre o Ártico também permite que os raios do sol, derretam as camadas de gelo que são normalmente protegidas pela cobertura de nuvens espessas. O especialista acrescentou, que as temperaturas mais frias para o resto do mês de Julho poderiam diminuir se o gelo continuar derretendo na taxa atual. "É muito cedo para dizer, que nós vamos ter um novo recorde de baixa, mas eu diria que é certamente possível da forma como as coisas foram acontecendo", acrescentou.


Fonte: Daily Mail - UK
Leia a notícia completa em inglês AQUI

Tradução e adaptação de texto e medidas: A.Mace


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...