domingo, 14 de agosto de 2011

Sistema Climático Alerta – Onda de Calor Violenta Atingirá Costa Leste dos EUA.


Ilustração: Crédito - FoxNews.com

Cientistas alertam para onda de calor extrema que atingirá a Costa Leste dos EUA no final de agosto de 2011


A nova e promissora tecnologia prever eventos climáticos, pode predizer extremos  do clima com até 40 dias de antecedência, mas sua pretensão está fazendo meteorologistas veteranos “sentirem ondas de calor”.

A empresa EarthRisk Technologies, tem trabalhado em conjunto com o Instituto de Oceanografia da Universidade da Califórnia, em San Diego, para desenvolver a plataformaEarthRisk”  e o subsistemaHeatRisk” que podem ver as ondas de calor mortais, muito antes que elas aconteçam.

O modelo prevê um fim de mês “Quente” para os moradores da Costa Leste.
 

 

"Estamos vendo no HeatRisk sinais, como um quadro severo no tempo, para o final de agosto, no lado oriental dos EUA", explicou Steve Bennet, diretor científico do EarthRisk, mas apesar da taxa de sucesso de 80 por cento com suas previsões, Bennet advertiu que seu sistema é apenas uma ferramenta para os meteorologistas usarem e não uma previsão definitiva. Segundo Bennett, o sistema não está livre de falhas mas não há dúvidas de que alguns padrões estão se alinhando e que sinalizam uma maior probabilidade de calor no final de agosto.

Especialistas duvidam disso, pois, basta ver que o na área do tempo, as previsões de longo alcance são desconhecidos. Segundo Mike Halpert, vice-diretor do Centro de Previsão Climática, há uma lacuna muito grande nas últimas três ou quatro semanas.

De acordo com Bennett, "ter um modelo de clima se torna muito difícil por causa do caos". Se uma borboleta batendo suas asas, pode iniciar um furacão no outro lado do mundo, então, teoricamente, seria preciso controlar essas borboletas com precisão para prever o futuro.

"A modelagem da atmosfera é um processo muito complexo. Nós simplesmente não temos observações suficientes para ver que borboleta", disse Bennett ao FoxNews.com.

Com as atuais ondas de calor sufocante, que assolam os EUA, durante todo o verão, a previsão de longo alcance, certamente fornecem tempo de preparação de valor inestimável para os municípios.

"Ao oferecer projeções confiáveis,
​​sobre a probabilidade de uma onda de calor ou de frio extremo, com bastante antecedência, as empresas de energia podem implementar práticas de planejamento fundamental para atender a demanda de ar condicionado e aquecimento de forma mais eficiente e com menor custo", explicou Bennett.


Esta capacidade de previsão para mais de duas semanas é coisa esperada  de muito tempo, tanto para meteorologistas como de analistas de energia”, acrescentou.  Infelizmente, isso ainda pode ser um sonho distante.

Bennett, no entanto, é otimista, afirmando que, ao estudar os padrões meteorológicos diários e analisando como eles geraram os eventos de maior temperatura, sua equipe já "capturado" onde está a “borboleta”. Ele e sua equipe utilizaram, mais de seis décadas de dados meteorológicos históricos para fazer suas previsões. Enquanto o desempenho do passado não podem indicar os resultados futuros para os mercados financeiros, mas que certamente ajudam quando se trata de tempo.  A plataforma sendo alimentada com estes dados, tem precisão prevista de mais de 80 por cento, das frentes frias graves - pelo menos 15 a 20 dias de antecedência - que se formaram no Centro-Oeste e do Leste dos EUA entre 01 de novembro de 2010 e 31 de março de 2011, de acordo com a Reuters.

O HeatRisk também deu o aviso preciso, das ondas de calor do nordeste no início de junho e final de julho, os dois incidentes foram previstos corretamente, que acabaram sendo alguns dos dias mais quentes já registrados.

Por enquanto, o sistema está voltado para os grandes utilizadores industriais que poderiam utilizar essa informação para gerir as grandes decisões financeiras,  Bennett explicou.

"A medida que vamos para a linha debaixo, é certamente dentro do reino das possibilidades, que essa tecnologia poderia ser incorporada a uma plataforma a nível do consumidor - até a nível de apenas uma previsão de tempo básica, para qualquer um, o público", disse Bennett ao FoxNews.com.


Fonte: Fox News
Leia a notícia em inglês AQUI
Tradução e adaptação de texto: A.Mace

Um comentário:

  1. Forte calor atingiré costa leste dos EEUU em agosto de 2011! Essa notícia já está morta há muito tempo rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...