quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Cientistas dizem que “Falso Vulcão” pode resolver problemas do clima

Crédito: AP

 

Haverá uma visão inesperada no alto do céu, sobre o condado britânico de Norfolk, no próximo mês: Um enorme balão preso ao solo por uma mangueira gigante.

Não é algo comum, mas é o primeiro, pequeno passo, em um experimento que visa recriar o efeito de resfriamento de vulcões em erupção na atmosfera da Terra.

Cientistas e engenheiros das universidades de Bristol, Cambridge e Oxford estão por trás deste projeto de três anos, 2,5 milhão dólares, chamado de injeção de partículas estratosféricas de Engenharia Climática (SPICE).

 

O esquema vai avaliar a viabilidade da chamada gestão de radiação solar (SRM) imitando vulcões quando entram em erupção. As erupções podem tanto esquentar como esfriar o clima da Terra, dependendo de como a luz solar interage com material vulcânico.

 

O SRM trabalha com a hipótese de que algumas erupções expelem partículas na atmosfera superior, jogando algumas de volta para o espaço, carregadas de energia do sol, assim, fazendo o resfriamento da Terra.

 

O lider do projeto, Matt Watson, disse em entrevista que: "Em 1991, uma grande erupção do Monte Pinatubo expeliu cerca de 18 milhões de toneladas de SO2 (óxido de enxofre) a uma altitude de 30 km".

 

"Isso causou o efeito de resfriamento do clima global em cerca de meio grau durante dois anos."

 

Quilômetros de Mangueira

 

A experiência do próximo mês, a ser realizada em uma pista abandonada em Sculthorpe, no norte de Norfolk, irá bombear a água através de uma mangueira de 1 km em um balão de ar para testar o projeto de engenharia e os efeitos do vento.

 

Se não houverem percalços, a equipe pretende fazer mais testes de 1 km no próximo ano. Ela também irá trabalhar no cálculo e concepção de um projeto de balão potencial, em larga escala, com uma bomba de sulfatos e partículas de aerossóis em vez de água.

 

Isso exigiria um tubo de 20 km forte o suficiente para bombear sulfatos a um balão do tamanho do estádio de futebol Wembley - com o dobro da altura de um vôo de aviões comerciais. No entanto, o tamanho do balão e da força do tubo necessários, são sérios desafios de engenharia.

 

"Mesmo a fabricação de um tubo de 1 km de comprimento, é um desafio, mas estamos falando de uma mangueira mais forte do que qualquer uma construída antes", disse Chris Walton, consultor do projeto SPICE.

 

Alguns países estão a explorar soluções de geo-engenharia, como forma de controlar as mudanças climáticas, reduzindo a quantidade de luz solar que atinge a terra ou através da captura de gases de efeito estufa.

 

Esquemas potenciais incluem o uso de árvores artificiais para absorver dióxido de carbono, usando espelhos no espaço para reduzir a quantidade de luz solar que atinge a terra ou a captura de CO2 de usinas elétricas e enterrando-o sob a terra.

 

Os defensores dizem que essas soluções poderiam ser uma forma relativamente rápida, para controlar o clima, se houvesse uma mudança brusca, como a perda súbita do gelo do Ártico.

 

Os detratores dizem que o impacto de imitar a natureza ou a manipulação em larga escala ainda não é totalmente conhecida e tais projetos poderiam desviar recursos e atenção de tecnologias comprovadas.

 

A maioria destas soluções ainda estão longe de serem estabelecidas em larga escala.

"Com o forte apoio do governo em uma situação de emergência ... o mais rápido que poderíamos implantar este sistema é em duas décadas", Watson disse à Reuters, acrescentando que seria necessário um mínimo de 10 a 20 balões, a nível global, para reduzir a temperatura atmosférica em 2 graus.

 

 

Fonte: Fox News

Leia a notícia em inglês AQUI

Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes

 

 

Comentário do Autor

 

Agora fiquei preocupado. Já não basta, o que já está alterado naturalmente e vão começar a tentar corrigir com experimentos. Como diz um amigo meu “... Pior do que está, pode ficar, se começar a cavocar no entulho ...”.

 

Gério Ganimedes

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...