quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O Ouro e a Platina da Terra Chegaram Aqui Através De Uma Chuva de Meteoros que Durou 200 Milhões de Anos




Cientistas revelaram hoje que todo o ouro e minério de platina do mundo veio do espaço sideral depois de uma chuva de meteoritos que pulverizou a Terra a mais de quatro bilhões de anos atrás. Os pesquisadores também descobriram que há bastante ouro e platina no núcleo da Terra, como na placa da superfície do globo, uma camada de inestimáveis quatro metros de espessura.

Estes depósitos enormes de ouro apareceram durante a formação da Terra, quando o ferro fundido afundou no seu núcleo, arrastando consigo grandes quantidades de metais preciosos. Isso deixou a Terra sem ouro e platina até que uma chuva de meteoros cataclísmicos bombardearam a Terra a 200 milhões de anos. A extraordinária quantia de 20 bilhões e bilhões de toneladas de matéria dos meteoritos, incluindo ouro e platina, se chocaram contra a Terra durante uma chuva de meteoritos que durou 200 milhões anos.

Geólogos da Universidade de Bristol descobriram, que esta chuva de meteoritos reabasteceram as reservas de metais preciosos da Terra.   Amostras de rochas encontradas na Groenlândia - que formaram-se na formação da Terra - continham uma proporção ligeiramente mais elevada do isótopo 182W de tungstênio em comparação com as demais rochas mais atuais. Portanto, rochas atuais encontradas devem ter vindo de uma chuva de meteoritos, que prova que o ouro de hoje e depósitos de platina vieram do espaço sideral.

O Dr. Matthias Willbold e o Professor Tim Elliott, do Grupo Bristol Isotope na Escola de Ciências da Terra, liderou a pesquisa.

Dr Willbold disse: Extrair o tungstênio a partir da análise de amostras de rochas e sua composição isotópica para a precisão requerida era extremamente exigente, dada a pequena quantidade de tungstênio disponível nas rochas. Na verdade, somos o primeiro laboratório mundial que tem feito com sucesso, tais medições de alta qualidade.” 

“Nosso trabalho mostra que a maioria dos metais preciosos, que nossas economias e muitos principais processos industriais são baseados foram adicionados ao nosso planeta por feliz coincidência, quando a Terra foi atingida por cerca de 20 bilhões de bilhões de toneladas de material asteroidal.”

Os metais a partir desses meteoritos foram fazendo a terra tremer agitado o manto do planeta por processos de convecção gigantescos. Estes mais tarde surgiram em continentes recém-formados, concentrados nos depósitos de minério que são extraídos hoje.

A pesquisa, que foi publicada na revista Nature, foi financiada pelo Natural Environment Research Council, e pelo Science and Technology Facilities Council de Deutsche Forschungsgemeinschaft.


Fonte: Daily Mail – UK
Leia a notícia completa em inglês AQUI

Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes - PQA





Um comentário:

  1. Engraçado , meu pai sempre nos contava , uma lenda que lá no interior , quando cai dos céus , uma bola de fogo, chamada "mãe de ouro" , no local onde ela caia , encontravam ouro. Onde há fumaça, há fogo...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...