terça-feira, 25 de outubro de 2011

O Perigo Vem do Subsolo do Planeta



Cientistas Investigam o Enigma da Dilatação rápida de um Vulcão na Bolívia 

O Uturuncu 

Um vulcão que antes dormia tranquilamente no continente Sul Americano, está agora rapidamente, dilatando-se, numa velocidade espantosa. A descoberta foi feita por pesquisadores de várias universidades dos EUA. Os cientistas estão dizendo que o Uturuncu, que se eleva 6.000 metros, no sudoeste da Bolívia, está para explodir como um balão grande enquanto a sua câmara de magma cresce cerca de 10 vezes mais rápido que o normal.

 
 Estratovulcões são cônicos em forma
  e podem entregar periódicas erupções explosivas.


uma das mais rápidas dilatações vulcânicas na Terra", disse o professor Shan de Silva da Universidade do estado do Oregon.  Segundo Silva, O que estamos tentando fazer é entender por que esta ocorrendo essa super dilatação galopante e para onde ela vai levar”.

 
O Uturuncu é classificado como um vulcão do tipo mais comum, mas há alguma preocupação de que seu crescimento rápido e repentino, pode indicar que a formação de um supervulcão está a caminho.  

Um supervulcão explode, com tal poder de força, que ele pode atirar para fora, mil vezes mais material do que um vulcão como o Uturuncu ou Monte St. Helens, em Washington. A formação e explosão consecutiva de um supervulcão, também pode ter um efeito devastador global. 

O homem atual nunca testemunhou tal evento. A última erupção de um supervulcão ocorreu por volta de 74 mil anos atrás na Indonésia.   

No entanto, os pesquisadores estão olhando para Uturuncu, silenciosamente, confiantes, de que não há nada para se preocupar. 

"Não é um vulcão que se acha que vai entrar em erupção a qualquer momento, mas certamente é interessante, porque a área foi pensada estar essencialmente morta,  disse o professor de Silva.




Em outra área, a caldera do Yellowstone nos os EUA, é classificada como um supervulcão, um tipo de vulcão, que pode irromper materiais, 1.000 vezes mais, do que um Estratovulcãono entanto vulcões desta região parecem dormir calmamente. 

A última erupção do Uturuncu ocorreu cerca de 300.000 anos atrás. “Então é por isso que é importante saber quanto tempo isso vem acontecendo”, o professor de Silva acrescentou.

Pesquisadores descobriram o crescimento avançado, em torno de cinco anos atrás, depois que dados de satélite revelaram que a região se expandindo por 1 a 2 centímetros a cada ano e isto tinha acontecido durante 20 anos.  Agora a terra está com cerca de 43 quilômetros de diâmetro, enquanto que o pico se senta como um chapéu de festa no centro. 

Sua equipe está olhando para dados sísmicos, GPS e variações de dados coletados, para tentar determinar exatamente quando e por que o vulcão começou ainflar” e o mais importante, o que poderia acontecer em seguida.


Fonte: Daily Mail – UK 
Leia a notícia em inglês AQUI 
Fonte da fotos: Wikipédia 
Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes 
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©

2 comentários:

  1. As cousas andam meio estranha por aqui , na Terra...

    ResponderExcluir
  2. Tanto estudioso tanto cientista e tanto ganancioso que sao cegos e destituidos inteligencia que nao entendem que ao explorar o petroleo e outros recursos.......igual as arterias humanas.....igual a vazar o balão. Matam o planeta.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...