sábado, 1 de outubro de 2011

Rolo Pressor Climático Segue Fazendo Vítimas

Crédito: AFP

Pelo menos 148 pessoas morreram no Camboja devido às inundações registradas entre agosto e setembro, informou o primeiro-ministro do país, Hun Sen, em discurso transmitido pelas emissoras de televisão e rádio. As inundações afetaram 173.063 famílias, das quais 17.273 foram evacuadas a abrigos, indicou Sen. Sobre o impacto econômico da catástrofe, o primeiro-ministro afirmou que 270 mil hectares de plantações de arroz foram danificados, enquanto 80 mil hectares se perderam. Em discurso à nação, Sen disse que o governo expressou suas condolências às famílias das vítimas e doará a cada uma delas dois milhões de barras de metal (US$ 500).

Sen se mostrou preocupado quanto aos efeitos das inundações na economia do Camboja.

"As inundações afetam tanto o crescimento econômico quanto a redução da taxa de pobreza. Algumas famílias que saíram da pobreza voltarão a ela", explicou.

O Camboja deve um crescimento de 7% no PIB (Produto Interno Bruto) no presente ano e uma diminuição de 1% na taxa de pobreza.


Filipinas Atingida por Tufões


 Crédito: Reuters

O tufão Nalgae chegou neste sábado às Filipinas com ventos sustentados de 160 km/h, enquanto o país segue em situação de emergência pela passagem de "Nesat", que deixou pelo menos 50 mortos, indicaram fontes oficiais.

Segundo o serviço de meteorologia filipino (Pagasa), o olho do tufão Nalgae tocou a terra às 9h locais (22h de Brasília), com rajadas de vento de até 195 km/h na província de Isabela (nordeste), a mesma zona pela qual "Nesat" entrou na última terça-feira. Segundo a Pagasa, "Nalgae", com 500 quilômetros de largura, segue a mesma trajetória de "Nesat", o que pode complicar ainda mais a situação das cerca de 1 milhão de pessoas desabrigadas pelas inundações na ilha de Luzon. As autoridades começaram a evacuar milhares de pessoas no norte do país e ordenaram a interrupção da energia elétrica em algumas províncias para prevenir acidentes.

Nos últimos dias, as equipes de salvamento usaram barcos para resgatar os residentes que haviam se refugiado das inundações nos telhados de suas casas.
Apesar de "Nesat" ter abandonado o país na quarta-feira, em algumas zonas as inundações pioraram porque as represas da ilha de Luzon estão há dias liberando água para evitar transbordamentos diante da chegada de novos temporais.

O último boletim do Centro de Prevenção de Desastres elevou a 50 o número de vítimas de "Nesat", enquanto 31 pessoas continuam desaparecidas e 180 mil pessoas são atendidas nos abrigos disponibilizados pelo Governo.

Além do desastre humanitário, a chegada de "Nalgae" multiplicará os danos à infraestrutura e à agricultura, avaliados em 5,976 bilhões de pesos (US$ 136,7 milhões) após o primeiro tufão.

As previsões meteorológicas indicaram que "Nalgae" provocará chuvas de intensidade parecida às de "Nesat".


Fontes: Voz da Rússia



Comentário do Autor

"Não se preocupem, podem ficar tranquilos. São mudanças e eventos naturais normais nesta época do ano. Nada demais". Mas, isto é o que as autoridades dizem, publicam e afirmam. Corja de mentirosos e saqueadores da natureza. A diferença agora é que muitos de nós não engolimos mais este saco de estrume fétido, as mentiras e desculpas técnicas de seus especialistas pagos para mentir. 

Sabemos, que no fundo, ninguém mais se preocupa com nada, só em produzir, queimar, poluir e gastar. Ser o número um do mundo, o melhor, o maioral, o mais rico. Ricos em que? Sinto um cheiro de material putrefado no ar, o cheiro da morte em todos os cantos deste nosso planeta que se transformou, num lixão com área de lazer sob controle dos poderosos dominadores inescrupulosos, mentirosos, destruidores e assassinos. Tudo fede, mas a mídia convencional, paga, por estes líderes de impérios da destruição, continuam, sob o dinheiro sujo que recebem,  a usar seu perfume televisivo e jornalismo desodorante, para disfarçar o cheiro do do charco dos porcos que se alastra por mar e por terra.

O grande asteroide, que poderá destruir a Terra, não é um rocha vinda do espaço, é a propria rocha sem vida, que em breve existirá, embaixo de nossos pés, expelindo toda vida da superfície, queimando o que ainda resta, de belo e com vida.


Gério Ganimedes 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...