segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Antigos Manuscritos em Árabe Revelam que Cidade do Deserto de Bagdá foi Congelada há 1.000 anos

Manuscrito em Árabe 
Crédito: Daily Mail - UK


Por Gério Ganimedes


Uma nova pista sobre a mudança climática e quem sabe, o silenciar de uma mentira que nos "empurram garganta a dentro".


As faixas de temperaturas de Bagdá vão de cerca de 2° C no inverno a  45 ° C no verão - mas antigos escritos árabes revelaram que a cidade experimentou um período dramático de congelamento, há cerca de 1.000 anos atrás.

Pesquisadores espanhóis da Universidade de Extremadura, encontraram no século 9 e 10 (3 e 4 no calendário islâmico) fontes que se referem à queda de neve na capital iraquiana, em 908, 944 e 1007 e até mesmo fazem referência de rios serem congelados.

Estes são eventos extremos de Bagdá - por exemplo, a queda de neve na era moderna, só teve lugar em 2008 e vem corraborar com os meteorologistas para entenderem melhor o clima de hoje. Pistas sobre os padrões climáticos em Bagdá veio através de escritores como Al-Tabari (913 AD), Ibn al-Athir (1233 dC) e al-Suyuti (1505 AD) - todos eles mencionaram o clima ao longo do tempo.

O autor principal, Dr. Fernando Domínguez Castro, escrevendo na revista Tempo, disse: “Informações do Clima recuperadas a partir destas fontes antigas, principalmente se referem a eventos extremos que impactaram toda a sociedade, tais como secas e inundações”.

No entanto, eles também documentaram as condições que foram raramente experimentadas na antiga Bagdá, como chuvas de granizo, o congelamento de rios ou mesmo casos de neve”.

“Estes sinais de um período de frio súbito confirmaram sugestões de uma queda de temperatura durante o século X, imediatamente antes do Período Quente Medieval”.

Acreditamos que a queda, em julho de AD 920, pode ter sido ligada a uma grande erupção vulcânica, mas mais trabalho e pesquisa seriam necessários, para confirmar esta idéia”.

O estudo fornece informações valiosas para os cientistas que olham como o clima da Terra está mudando por longos períodos de tempo e um contexto extra, para os padrões climáticos modernos.

Domínguez-Castro acrescentou: "As antigas fontes documentais árabes, são uma ferramenta muito útil para encontrar descrições das testemunhas oculares, que apoiam as teorias feitas pelos modelos climáticos.  A capacidade de reconstruir clima do passado nos fornece contexto histórico útil, para compreender o nosso próprio clima".


Fonte: Daily Mail – UK
Leia a notícia em inglês AQUI


Comentário do Autor

  • Mudanças Climáticas na Análise Real = Ciclos naturais do planeta;
  • Mudanças Climáticas na Análise Mentirosa = Culpa dos países, que querem sair da pobreza;

Gério Ganimedes
 

Tradução com adaptação de texto: Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©
 

Um comentário:

  1. Olá,

    Sou visitante do seu blog há meses, até que fiquei animado para trabalhar nesta área.
    Gostaria de fazer parceria de divulgação? Coloco o seu blog na minha barra lateral de links, se você fizer o mesmo, Obrigado
    www.ianoticia.blogspot.com

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...