terça-feira, 24 de abril de 2012

Descoberto Acelerador do Aquecimento Global no Oceano Ártico


© Foto: ru.wikipedia.org


Por Gério Ganimedes


De acordo com o portal Voz da Rússia, os “cientistas” (está virando sinônimo de mentiroso pior que pescador), descobriram um grande vazamento de metano no fundo do Oceano Ártico que sobe para a atmosfera na área do gelo fundente. Os cientistas ameaçam que o metano pode levar a uma subida da temperatura na região do gelo do Ártico, o que, por sua vez, afetará o clima global (De novo a mesma história. Está começando a cansar).

Segundo pesquisas e informes, cientistas russos descobriram que a Plataforma Ártica da Sibéria Oriental é a maior fonte de metano, revelando que a emissão de metano na região é comparável com a emissão no resto dos oceanos do mundo. O processo segundo estudo, ocorre devido ao derretimento do pergelissolo submarino (Solo que nunca descongela), onde as reservas de metano enterradas são tão grandes, que no caso de uma fuga, a concentração de metano na atmosfera poderia aumentar em vezes, levando a mudanças imprevisíveis e muito rápidas do clima. (Ou seja, além do cheiro insuportável de “pum”, podemos virar churrasco a qualquer momento, com uma simples faísca – ou um meteoro, por exemplo - idéias não faltam).


Qual a próxima descoberta, no sentido de nos empurrar goela abaixo, a mentira do “Gélido Aquecimento Global”?

 
Montagem de texto e comentários: Gério Ganimedes
Fonte da notícia: Voz da Rússia


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...