domingo, 6 de outubro de 2013

Óvnis na Terra - Os Quatro Portais de Comunicação do Planeta


Terra - Canais energéticos que nos conectam ao cosmos


Por Gério Ganimedes


Um planeta imenso, com áreas onde o homem ainda não deixou suas marcas, regiões oceânicas nunca navegadas ou exploradas, cavernas intocadas, gretas e furnas virgens onde apenas micro-organismos e pequenos animais habitam, mostram como o homem ainda desconhece muito de seu próprio mundo “extraterrestre”.

Nesta imensidão azul, chamada de Terra, além de uma quantidade incontável de lugares inexplorados pelo homem, existem Portais Dimensionais Energéticos utilizados por seres de uma inteligência superior e detentores de uma tecnologia avançada, que possibilita suas saídas e entradas em nosso mundo, de forma a não interferir com o desenvolvimento dos seres que aqui habitam. Durante décadas o tema “tempo” foi matéria de discussão científica e filosófica. Muitos cientistas e pensadores defendem a ideia de que seja possível viajar no tempo. Para expor suas idéias e suposições, escritores famosos já desenvolveram muito este tema em livros, séries de TV e filmes, no entanto, a indústria cinematográfica e literária é apenas a parte fantasiosa e excitante de toda esta massa de informações e teorias, mas existem estudos sérios a respeito do tema tempo, canais energéticos de comunicação e raios cósmicos. Uma corrente científica que estuda com seriedade o assunto é o Pierre Auger Cosmic Ray Observatory. Este centro de pesquisas está estudando os raios de energia cósmica Ultra-Alta, os mais enérgicos e mais raros feixes de partículas do universo.  Quando essas partículas atingem a atmosfera terrestre, elas produzem no ar uma extensa chuva, feita de bilhões de partículas secundárias. Enquanto muito progresso tem sido feito em quase um século de pesquisa para a compreensão destes raios cósmicos com baixa a moderada energia, aqueles com energias extremamente altas permanecem misteriosos e sem respostas.

Seriam estes raios de energia, detectados em estudos e pesquisas, linhas de transporte de formas de vida inteligentes que trafegam por espécies de linhas de comunicação interplanetárias ou até mesmo intergalácticas? Onde estão os Espaçoportos ou docas de chegada destas civilizações milenares e seus meios de transporte que visitam o “oásis azul” da Via Láctea?


O Triângulo do Dragão, o Triângulo das Bermudas, o Golfo de Aden e o eixo principal da grande pirâmide do Templo de Kukulcán em Chichén Itzá no México, formam chamados vórtices de comunicação temporal e cósmica do universo com nosso planeta. No entanto, assim funciona com cada planeta de todo universo. São chamados pontos de sincronismo par ou paridade par. Na matemática cósmica todas as conexões são síncronas e de paridade par, as ímpares se conectam com energias destruidoras ou negativas, como buracos negros, estrelas vampiro e anãs-marrom.

Para nos unirmos ou nos conectarmos ao universo que nos cerca, nós necessitamos ter quatro pontos de contato. Em mensagem recebida em maio de 1995, por suposta inteligência vinda da lua de Ganimedes (Júpiter), o ser extraterrestre que identificou-se como Gério de Ganimedes, apontou cada ponto de conexão do nosso planeta. E foi baseado nestas informações que desenvolvi minha concepção de portais de comunicação e transporte extraterrestre.


Os misteriosos eventos no Triângulo das Bermudas, Triângulo do Dragão, Golfo de Aden e as energias já registradas em fotos na pirâmide de Kukulcán, demonstram que estamos presos por correntes temporais. Estamos conectados por cabos de energia ancestrais, numa espécie de um intrincado sistema de transporte interestelar conectando cada planeta, cada astro a qualquer parte do universo. Como numa rede de computadores na internet, recebemos um número de identificação, um endereço IP e assim acontece ao longo de séculos por toda a rede planetária e galáctica. Quem tem nosso endereço IP tem como chegar até nós, a qualquer momento. Quando descobrirmos como encontrar o endereço de nossos mais antigos ancestrais, poderemos visitá-los usando tecnologia simples, porém avançada. Talvez até digamos: “Se era assim tão simples, porque só agora descobrimos como fazer?” Respondo minha própria pergunta: “É uma questão de evolução e tempo”.  Os já falados “buracos de minhoca”, canais de comunicação entre mundos, tempo e dimensões, existem e é através deles que o homem em um futuro próximo, utilizando-os como espaço-vias, chegará onde nenhum homem esteve.

Fiquem bem

Texto, pesquisa e teoria: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes Sant (Primeira dama do Projeto Quartzo Azul)

Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

3 comentários:

  1. Estas correntes temporais, é no que acredito até hoje como forma parcial de explicação sobre os milagres e visões futuristas de Jesus, bem como sobre o Seu domínio completo sobre a matéria e o íntimo pensamento de cada pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Olá, aceita parceria de links?

    http://realidadeblog.com

    abraço

    ResponderExcluir
  3. Não são canais temporais, e sim, atemporais. Isso quer dizer que esses canais não podem se fechar.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...